Instituto Tao do Kung Fu

Nosso kung fu é para você ser mais!

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Home Videos Enciclopédia do Kung Fu Sobre os graus de parentesco e as denominações no Kung Fu

Sobre os graus de parentesco e as denominações no Kung Fu

Assine seu e-mail e ganhe o E-BOOK GRÁTIS para conhecer os 8 segredos que tornam o Kung fu uma arte marcial para vida toda.


 

Título original: Quem é seu pai? Mestre vs. Sifu nas Artes Marciais Chinesas

Por John Kang (http://www.aznhealth.com/default.asp),

Sifu (shi-fu), a palavra chinesa para seu instrutor de artes marciais, significa "professor" "pai".

Sensei, o termo japonês para professor, significa literalmente  "primeiro" "nascido".

Em uma longa jornada através da seção de artes marciais nas suas páginas amarela, irá sem dúvida descobrir uma longa listagem de instrutores com o título de Mestre, e alguns ainda com o título mais chique de Grão-Mestre.

Kwoon (wu-guan), a palavra chinesa para  escola de artes marciais. Literalmente significa: "primeiro" "salão".

Para a mentalidade Ocidental, esta ainda é uma tendência residual de exoticar as culturas asiáticas, o conceito de maestria pode conjurar a imagem de proezas físicas e mentais sem paralelo. Junto da reivindicação de "pureza" marcial, "autenticidade", e "tradição", esta aceitação inquestionável de Maestria pode levar à exploração sutil e franca.

Sigung (shi-gong): é o professor do seu Sifu; significa literalmente: "professor" "avô".

Simu (shi-mu): significa "professora" "mãe", é a esposa do seu Sifu.

nquanto eu não tenho qualquer dúvida que muitos destes instrutores são altamente capazes e conhecedores, o uso de Mestre ou Grão-Mestre na verdade se desvia da tradição. Estes títulos são puramente construções Ocidentais, vestígios dos anos 50, em que veteranos das 2ª Guerra Mundial e Guerra Coreana trouxeram estórias de incríveis feitos marciais. Nem os jargões marciais dos chineses ou japoneses possuem esses termos, abstendo-se para a preferência do mais modestos SifuSensei (1) - ambos apenas palavras simples para "professor" . Mestre e Grão-Mestre são simples traduções errôneas que encontraram seu caminho para a cultura de artes marciais quando foi transplantada para a América. No caso de um instrutor de artes marciais chinesas, o termo Sifu (shi-fu)(1) é a combinação de dois caracteres: "professor" e "pai". Por esta terminologia, podemos ver que escolas de artes marciais, ou kwoon (wu-guan) é visto como uma unidade estendida da família com o Sifu em seu centro. O professor do Sifu é o Sigung (shi-gong), ou "professor avô". A esposa do Sifu é a Simu (shi-mu), ou "professora mãe". Estudantes masculinos que começaram o treinamento antes de vocês, sendo assim sêniors, são seus Sihings (shi-xiong), ou "professor irmão mais velho"; mulheres sêniores são suas Sije (shi-jie), ou "professora irmã mais velha". Estudantes juniores são seus Sidai (shi-di) e Simei (shi-mei), ou "professor irmão mais novo" e "professora irmã mais nova", respectivamente. O Sihing de seu Sifu é seu Sibak (shi-bo), ou "professor tio mais velho"; seu Sai é seu Sisuk (shi-shu), ou "professor tio mais novo". Seu Sije e Simei são seu Sigu (shi-gu), ou "professoras tias". Existem relação estendidas como primos, grandes tios, e em diante; no entanto, estes termos não são usado com frequência.

Sihing (shi-xiong) é a palavra chinesa  para "professor" "irmão senior".

Sije (shi-jie) é a palavra chinesa para "professora" "irmã senior".

A visão familiar provém dos pensamentos confucionistas, que possuem um papel integral no desenvolvimento da cultura chinesa. Assim como os valores confucionistas enaltecem as virtudes do respeito pelos mais velhos, parentes, e professores, podemos achar uma linha clara de respeito pelos sêniores e instrutores dentro de uma família marcial chinesa. No entanto, os variados títulos não implicam um alto nível de capacidade. Além disso, todos os nomes linguísticos para os relacionamentos utilizam o termo shi, ou "professor". Acredito que isto nos diz que podemos aprender com qualquer um de nossa família marcial, independente da sua antiguidade com relação a nós mesmos.

Sidai (shi-di), é a palavra chinesa  para "professor" "irmão junior".

Simei (shi-mei), é a palavra chinesa para "professora" "irmã junior".

Claro, existem professores fora de nossa família marcial, que chamamos de Sifu. (Shi-fu). Neste caso, usamos um caractere e pronúncia diferente para fu, que também significa "professor". É um título de respeito, do qual provavelmente o termo em português Mestre surgiu. Ironicamente, muitos professores utilizam este Sifu, incluindo motoristas de taxis, cozinheiros, e por aí. Alguns professores, que são amplamente reconhecidos por suas habilidades, podem ser postumamente referidos como Josi (zhong-shi), que literalmente significa "professor ancestral". Talvez o termo para Grão-Mestre tenha vindo deste termo. Ainda existe um outro conceito similar que é o Sijo (shi-zhong), que é Josi ao contrário. Se refere ao fundador de um sistema específico. Por exemplo, Sijo Bruce Lee é considerado ser o Sijo do Jeet Kune Do.

Sibak (shi-bo), é a palavra chinesa para "professor" "tio senior".

Sisuk (shi-shu), é a palavra chinesa para "professor" "tio junior".

Tradicionalmente, um estudante pode ter dois tipos diferentes de relacionamento com seu Sifu. Estudantes regulares são chamados de Siuto (xue-tu), que se traduz como "estudante". Estas são as várias pessoas que frequentam a aula; alguns ficam por duas aulas, outras para sempre. Não significa nada, apenas quanto tempo eles aprendem ou quando aprenderam do professor. Este relacionamento é baseado no respeito confuciano. Uma vez professor, sempre um professor - Mesmo que você fique melhor que seu próprio professor! De fato, isto irá refletir muito bem em seu professor se você o superar. Tradicionalmente, você pode ter apenas um Sifu, apesar de que nos dias de hoje, pessoas estão constantemente trocando e mudando seus instrutores.

Sigu (shi-gu), é a palavra chinesa para "professora" "tia"

Sifu (shi-fu), é a palavra chinesa para "professor" "professor", se refere aos professores de artes marciais fora do círculo da sua família marcial.

Outro profundo relacionamento entre Sifu e estudante é o Todai (tu-di), que é normalmente traduzido como "discípulo". Após a Cerimonial do Chá formal, onde todos se vestem com suas melhores roupas de domingo e o Todai se ajoelha enquanto serve chá para seu Sifu, ele é virtualmente considerado um filho adotivo. Isto requer uma grande dedicação e responsabilidade. Tradicionalmente, significa trabalhos como deixar a escola limpa, recolher mensalidade e outras tarefas similares. Antes e agora, cria muito espaço para abuso de Sifus inescrupulosos, que podem com frequencia segurar o potencial de aprender segredos ou técnicas avançados - por uma taxa.

Josi (zong-shi) é um grande professor de um estilo marcial em particular; a palavra em chines significa literalmente "ancestral" "professor".

Sito (xue-to), é um estudante; a palavra em chinês significa "estudo" "discípulo".


Por causa desse abusos em potencial, e também 50 anos de rejeição à cultura confuciana tradicional, a China continental moderna abraça uma cultura marcial semelhante a do Japão. Ao invés de usar relacionamentos familiares, um professor é simplesmente chamado laoshi - que pode ser traduzido como "professor" ou "técnico". Mesmo assim, não importando se seu instrutor é Sifu ou Laoshi, a mentalidade chinesa nunca viu ele como Mestre. Tal termo é reservado para líderes religiosos, santos e afins.

Todai (tu-di), é a palavra chinesa para discípulo; significa "discípulo" "irmão mais novo".

Notas

1. Sensei literalmente significa "nascido primeiro", o mesmo caractere em chinês é lido "xiang-leng" e simplesmente significa "Senhor".

2. Desde que trabalhadores do sul da China primeiro trouxeram as artes marciais para a América, foram usados termos em Cantonês. Portanto usei descrições em Cantonês, com a romanização padrão do Mandarim entre parênteses.

fonte: http://kuoshubr.blogspot.com